Gestão financeira para pequenos negócios


Ouça o conteúdo deste post clicando neste player

São os pequenos negócios que mais devem se preocupar com a instabilidade financeira. Isso porque, mesmo o valor aplicado sendo menor, o retorno para o lucro também exige um tempo maior, e se não for bem administrado pode não sobreviver. 

A gestão financeira é um dos pilares principais de um negócio, e por isso deve ser controlada de maneira eficiente para que as contas fechem ao final de cada mês. Ela  consiste basicamente em todo o processo de gerenciamento financeiro de uma empresa, que vai desde o planejamento até a análise de contas e o controle das finanças.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância da gestão financeira para pequenos negócios com algumas dicas importantes. Continue a leitura. 

Automatização da gestão 

Principalmente para quem vende pela internet e aposta na estratégia de multicanalidade, contar com um sistema de gestão ERP é fundamental. O software de gestão automatiza alguns processos, tornando o dia a dia de trabalho facilitado e descomplicado. 

A gestão financeira é quem controla a previsão de entrada, estimativa de custos e lucros do mês e dos próximos meses, dando ao gestor uma visão mais ampla sobre o negócio. O planejamento de investimentos também depende diretamente dessa gestão, já que só é possível pensar em investir se o negócio está dando resultados positivos e promissores. 

O empreendedor deve negociar prazos de pagamentos com os fornecedores, para ganhar tempo para efetuar as vendas e poder fazer o pagamento com maior tranquilidade. 

Dicas para realizar uma boa gestão financeira:

Mesmo contando com um ERP que auxilie na gestão, a expertise do empreendedor em administrar e estabelecer metas é outro fator que impulsiona o negócio. Confira algumas dicas: 

  1. Tenha metas a serem cumpridas: estabelecer objetivos de rentabilidade é importante pois motiva a equipe a superar seus próprios números. O gestor também deve definir o objetivo financeiro da empresa em um período determinado, alinhando com as necessidades imediatas e de médio e longo prazo. 
  1. Acompanhe os indicadores: o gestor deve entender sobre os indicadores econômicos básicos, como o capital de giro, balanço patrimonial, ROI, para poder acompanhar os números e entender a capacidade de gerar riqueza que seu negócio pode ter. 
  1. Planeje as ações: fazer um planejamento é importante pois estabelece um caminho possível a seguir para chegar aos objetivos estabelecidos. Ter em mente quais estratégias serão aplicadas para que os lucros sejam maiores a cada mês, é fundamental para o crescimento do negócio. 
  2. Gestão integrada: como já citamos, integrar a gestão através de um ERP é um facilitador e também uma maneira de acompanhar a gestão financeira através dos relatórios gerados pelo sistema. O ERP organiza a gestão interna e faz com que as operações ocorram com mais eficiência, melhorando também a experiência do cliente. 
  1. Organização para vender mais: com planejamento e organização de despesas fixas, variáveis e definição de prioridades, o negócio passa a ter objetivo a partir das metas estabelecidas. Sem organização interna, o gestor não consegue definir as melhores ações e estratégias já que não dispõe de números para comparar. A gestão financeira depende da gestão de fluxo de caixa, da gestão de estoque e da gestão de logística estabelecida. Se cada uma dessas operações não estiver organizada, acaba refletindo diretamente na gestão financeira. A gestão de caixa, por exemplo, é importante para considerar as receitas e as despesas e não correr o risco de faltar dinheiro para pagar seus compromissos. Gerir o seu caixa é fundamental para manter a saúde financeira da sua empresa. 

Mobilidade na gestão 

Com um sistema de gestão online e em nuvem, fica ainda mais fácil o gestor acompanhar as áreas do negócio e o desempenho de cada setor. O ERP remoto proporciona mobilidade para o gestor e colaboradores, e possibilita acessar de qualquer lugar a qualquer hora a partir de qualquer dispositivo móvel. 

Além da mobilidade e gestão financeira, o ERP também possibilita o controle sobre estoque, produtos, clientes, pedidos, comissões de vendedores e muito mais.

O sistema permite ainda a emissão de notas fiscais eletrônicas, a geração de boletos bancários e de cobranças e de propostas comerciais. 

O e-commerce é um local de muitas oportunidades e também de muitos desafios. Organizar o negócio e manter a gestão integrada é um passo importante para que os negócios fluam e gerem resultados positivos. 

Se ainda não é cliente Bling, aproveite o cupom #locaweb e utilize o sistema em um teste grátis por 3 meses, para sentir no dia a dia a diferença que um sistema de gestão integrado faz pelo seu negócio. 


 
Click to listen highlighted text!

São os pequenos negócios que mais devem se preocupar com a instabilidade financeira. Isso porque, mesmo o valor aplicado sendo menor, o retorno para o lucro também exige um tempo maior, e se não for bem administrado pode não sobreviver. 

A gestão financeira é um dos pilares principais de um negócio, e por isso deve ser controlada de maneira eficiente para que as contas fechem ao final de cada mês. Ela  consiste basicamente em todo o processo de gerenciamento financeiro de uma empresa, que vai desde o planejamento até a análise de contas e o controle das finanças.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância da gestão financeira para pequenos negócios com algumas dicas importantes. Continue a leitura. 

Automatização da gestão 

Principalmente para quem vende pela internet e aposta na estratégia de multicanalidade, contar com um sistema de gestão ERP é fundamental. O software de gestão automatiza alguns processos, tornando o dia a dia de trabalho facilitado e descomplicado. 

A gestão financeira é quem controla a previsão de entrada, estimativa de custos e lucros do mês e dos próximos meses, dando ao gestor uma visão mais ampla sobre o negócio. O planejamento de investimentos também depende diretamente dessa gestão, já que só é possível pensar em investir se o negócio está dando resultados positivos e promissores. 

O empreendedor deve negociar prazos de pagamentos com os fornecedores, para ganhar tempo para efetuar as vendas e poder fazer o pagamento com maior tranquilidade. 

Dicas para realizar uma boa gestão financeira:

Mesmo contando com um ERP que auxilie na gestão, a expertise do empreendedor em administrar e estabelecer metas é outro fator que impulsiona o negócio. Confira algumas dicas: 

Tenha metas a serem cumpridas: estabelecer objetivos de rentabilidade é importante pois motiva a equipe a superar seus próprios números. O gestor também deve definir o objetivo financeiro da empresa em um período determinado, alinhando com as necessidades imediatas e de médio e longo prazo. 

Acompanhe os indicadores: o gestor deve entender sobre os indicadores econômicos básicos, como o capital de giro, balanço patrimonial, ROI, para poder acompanhar os números e entender a capacidade de gerar riqueza que seu negócio pode ter. 

Planeje as ações: fazer um planejamento é importante pois estabelece um caminho possível a seguir para chegar aos objetivos estabelecidos. Ter em mente quais estratégias serão aplicadas para que os lucros sejam maiores a cada mês, é fundamental para o crescimento do negócio. Gestão integrada: como já citamos, integrar a gestão através de um ERP é um facilitador e também uma maneira de acompanhar a gestão financeira através dos relatórios gerados pelo sistema. O ERP organiza a gestão interna e faz com que as operações ocorram com mais eficiência, melhorando também a experiência do cliente. 

Organização para vender mais: com planejamento e organização de despesas fixas, variáveis e definição de prioridades, o negócio passa a ter objetivo a partir das metas estabelecidas. Sem organização interna, o gestor não consegue definir as melhores ações e estratégias já que não dispõe de números para comparar. A gestão financeira depende da gestão de fluxo de caixa, da gestão de estoque e da gestão de logística estabelecida. Se cada uma dessas operações não estiver organizada, acaba refletindo diretamente na gestão financeira. A gestão de caixa, por exemplo, é importante para considerar as receitas e as despesas e não correr o risco de faltar dinheiro para pagar seus compromissos. Gerir o seu caixa é fundamental para manter a saúde financeira da sua empresa. 

Mobilidade na gestão 

Com um sistema de gestão online e em nuvem, fica ainda mais fácil o gestor acompanhar as áreas do negócio e o desempenho de cada setor. O ERP remoto proporciona mobilidade para o gestor e colaboradores, e possibilita acessar de qualquer lugar a qualquer hora a partir de qualquer dispositivo móvel. 

Além da mobilidade e gestão financeira, o ERP também possibilita o controle sobre estoque, produtos, clientes, pedidos, comissões de vendedores e muito mais.

O sistema permite ainda a emissão de notas fiscais eletrônicas, a geração de boletos bancários e de cobranças e de propostas comerciais. 

O e-commerce é um local de muitas oportunidades e também de muitos desafios. Organizar o negócio e manter a gestão integrada é um passo importante para que os negócios fluam e gerem resultados positivos. 

Se ainda não é cliente Bling, aproveite o cupom #locaweb e utilize o sistema em um teste grátis por 3 meses, para sentir no dia a dia a diferença que um sistema de gestão integrado faz pelo seu negócio. 

São os pequenos negócios que mais devem se preocupar com a instabilidade financeira. Isso porque, mesmo o valor aplicado sendo menor, o retorno para o lucro também exige um tempo maior, e se não for bem administrado pode não sobreviver. 

A gestão financeira é um dos pilares principais de um negócio, e por isso deve ser controlada de maneira eficiente para que as contas fechem ao final de cada mês. Ela  consiste basicamente em todo o processo de gerenciamento financeiro de uma empresa, que vai desde o planejamento até a análise de contas e o controle das finanças.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância da gestão financeira para pequenos negócios com algumas dicas importantes. Continue a leitura. 

Automatização da gestão 

Principalmente para quem vende pela internet e aposta na estratégia de multicanalidade, contar com um sistema de gestão ERP é fundamental. O software de gestão automatiza alguns processos, tornando o dia a dia de trabalho facilitado e descomplicado. 

A gestão financeira é quem controla a previsão de entrada, estimativa de custos e lucros do mês e dos próximos meses, dando ao gestor uma visão mais ampla sobre o negócio. O planejamento de investimentos também depende diretamente dessa gestão, já que só é possível pensar em investir se o negócio está dando resultados positivos e promissores. 

O empreendedor deve negociar prazos de pagamentos com os fornecedores, para ganhar tempo para efetuar as vendas e poder fazer o pagamento com maior tranquilidade. 

Dicas para realizar uma boa gestão financeira:

Mesmo contando com um ERP que auxilie na gestão, a expertise do empreendedor em administrar e estabelecer metas é outro fator que impulsiona o negócio. Confira algumas dicas: 

  1. Tenha metas a serem cumpridas: estabelecer objetivos de rentabilidade é importante pois motiva a equipe a superar seus próprios números. O gestor também deve definir o objetivo financeiro da empresa em um período determinado, alinhando com as necessidades imediatas e de médio e longo prazo. 
  1. Acompanhe os indicadores: o gestor deve entender sobre os indicadores econômicos básicos, como o capital de giro, balanço patrimonial, ROI, para poder acompanhar os números e entender a capacidade de gerar riqueza que seu negócio pode ter. 
  1. Planeje as ações: fazer um planejamento é importante pois estabelece um caminho possível a seguir para chegar aos objetivos estabelecidos. Ter em mente quais estratégias serão aplicadas para que os lucros sejam maiores a cada mês, é fundamental para o crescimento do negócio. 
  2. Gestão integrada: como já citamos, integrar a gestão através de um ERP é um facilitador e também uma maneira de acompanhar a gestão financeira através dos relatórios gerados pelo sistema. O ERP organiza a gestão interna e faz com que as operações ocorram com mais eficiência, melhorando também a experiência do cliente. 
  1. Organização para vender mais: com planejamento e organização de despesas fixas, variáveis e definição de prioridades, o negócio passa a ter objetivo a partir das metas estabelecidas. Sem organização interna, o gestor não consegue definir as melhores ações e estratégias já que não dispõe de números para comparar. A gestão financeira depende da gestão de fluxo de caixa, da gestão de estoque e da gestão de logística estabelecida. Se cada uma dessas operações não estiver organizada, acaba refletindo diretamente na gestão financeira. A gestão de caixa, por exemplo, é importante para considerar as receitas e as despesas e não correr o risco de faltar dinheiro para pagar seus compromissos. Gerir o seu caixa é fundamental para manter a saúde financeira da sua empresa. 

Mobilidade na gestão 

Com um sistema de gestão online e em nuvem, fica ainda mais fácil o gestor acompanhar as áreas do negócio e o desempenho de cada setor. O ERP remoto proporciona mobilidade para o gestor e colaboradores, e possibilita acessar de qualquer lugar a qualquer hora a partir de qualquer dispositivo móvel. 

Além da mobilidade e gestão financeira, o ERP também possibilita o controle sobre estoque, produtos, clientes, pedidos, comissões de vendedores e muito mais.

O sistema permite ainda a emissão de notas fiscais eletrônicas, a geração de boletos bancários e de cobranças e de propostas comerciais. 

O e-commerce é um local de muitas oportunidades e também de muitos desafios. Organizar o negócio e manter a gestão integrada é um passo importante para que os negócios fluam e gerem resultados positivos. 

Se ainda não é cliente Bling, aproveite o cupom #locaweb e utilize o sistema em um teste grátis por 3 meses, para sentir no dia a dia a diferença que um sistema de gestão integrado faz pelo seu negócio. 



Fonte